Amanhece na Cidade - Filipa Fonseca Silva

, , No Comments
Um táxi percorre as ruas de Lisboa, como tantos outros. Mas este é especial. Este conta-nos as vidas de por quem lá passa, em especial a vida do seu condutor, Manuel. Pela voz do veículo com curiosidade aguçada, ficamos a par das amarguras de Manuel, da sua família, e dos dramas e pressas de quem repousa o corpo por momentos no banco traseiro, entre um ponto A e um ponto B na cidade de Lisboa.

Ter um táxi como narrador pode parecer estranho, mas garanto que a autora, repleta de mestria, nem por um momento nos provoca essa estranheza. É um relato natural, como se fosse uma conversa entre amigos. O carro observa os bairros, os transeuntes, os moradores à janela, os frequentadores das esplanadas e se ele sabe, nós sabemos também. É um relatar que aceitamos rapidamente e que nos dá sede de saber mais.

E é assim que conhecemos Manuel e que nos sentimos imediatamente ligados a ele, e isso não é por acaso. Todos conhecemos um Manuel, nem que seja de ouvir falar. O taxista bonacheirão, adepto do Benfica e muito tradicional nas suas opiniões. Seguimo-lo enquanto faz os seus trabalhos habituais que incluem levar Daisy, a stripper, ao bar onde dança (a melhor parte do dia), e que deixa, preocupada, o seu filho sozinho no apartamento; ou transportar Olinda, a empregada de uma família rica encarregue de ir buscar à escola os fedelhos mimados dos patrões enquanto os seus próprios filhos a esperam noutro continente.

Manuel tem opiniões muito vincadas, uma maneira de ver as coisas bastante nacionalista e tradicional. Mas tudo muda num dia em que um evento inesperado acontece e toma conta de si. Sem conseguir pensar noutra coisa, dá-se a oportunidade de mudar os seus padrões e, inesperadamente, Manuel vai aceitá-la. Assistimos à sua mudança, e aprendemos que, afinal, burro velho aprende línguas.

Não estava à espera de gostar tanto deste livro. Numa linguagem simples mas surpreendente e original, chega-nos o âmago de uma alma que podia estar perdida, mas na qual a humanidade acaba por vencer. É uma visão muito positiva das coisas, mas nem por isso irreal. E a esperança acaba por tomar também conta de nós que, principalmente depois de ler, acreditamos um pouco mais nas pessoas. E estas pessoas são-nos tão próximas, tão reconhecíveis, tão reais, que a esperança é mais palpável que nunca. Foi o primeiro livro que li da Filipa Fonseca Silva, mas não será concerteza o último.

Amanhece na Cidade
De: Filipa Fonseca Silva
Ano: 2017
Editora: Bertrand
Páginas: 176

A nossa pontuação: ★★★★☆
Disponível no site Wook.

0 comentários:

Publicar um comentário